Arquivo da tag: Bíblia

1 Pedro 4

Ora, tendo Cristo sofrido na carne, armai-vos também vós do mesmo pensamento; pois aquele que sofreu na carne deixou o pecado,

para que, no tempo que vos resta na carne, já não vivais de acordo com as paixões dos homens, mas segundo a vontade de Deus.

Porque basta o tempo decorrido para terdes executado a vontade dos gentios, tendo andado em dissoluções, concupiscências, borracheiras, orgias, bebedices e em detestáveis idolatrias.

Por isso, difamando-vos, estranham que não concorrais com eles ao mesmo excesso de devassidão,

os quais hão de prestar contas àquele que é competente para julgar vivos e mortos;

pois, para este fim, foi o evangelho pregado também a mortos, para que, mesmo julgados na carne segundo os homens, vivam no espírito segundo Deus.

Ora, o fim de todas as coisas está próximo; sede, portanto, criteriosos e sóbrios a bem das vossas orações.

Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre multidão de pecados.

Sede, mutuamente, hospitaleiros, sem murmuração.

Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.

Se alguém fala, fale de acordo com os oráculos de Deus; se alguém serve, faça-o na força que Deus supre, para que, em todas as coisas, seja Deus glorificado, por meio de Jesus Cristo, a quem pertence a glória e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém!

Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo;

pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando.

Se, pelo nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus.

Não sofra, porém, nenhum de vós como assassino, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se intromete em negócios de outrem;

mas, se sofrer como cristão, não se envergonhe disso; antes, glorifique a Deus com esse nome.

Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus?

E, se é com dificuldade que o justo é salvo, onde vai comparecer o ímpio, sim, o pecador?

Por isso, também os que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem a sua alma ao fiel Criador, na prática do bem.

Fonte: http://www.bibliaonline.com.br/ra/1pe/4

Por que memorizar a palavra de Deus?

No dia 23/01/10 fiz uma postagem falando sobre a memorização da palavra de Deus (https://atos242.wordpress.com/2010/01/23/memorizar-a-palavra-de-deus).

Hoje gostaria de falar um pouco mais sobre isso.

Não me considero uma pessoa com facilidade para decorar textos. Na época da escola e da faculdade eu precisa ler bastante a matéria para poder ir bem nas provas. Mas um dia aceitei o desafio de memorizar pelo menos um livro da bíblia.

Eu fazia parte de um grupo, todos jovens, que se reunia com frequência para orar e estudar a biblia. Um de nossos estudos estava relaciondo ao livro de Tiago. Comecei a me interessar muito por esse livro, e decidi memorizá-lo. Não lembro quanto tempo exatamente levei para conseguir isso, mas o fato é que o memorizei, e mais rápido do que eu pensava. Vários anos se passaram e continuo a experimentar os benefícios da memorização desta carta. Hoje, quando as tribulações e as dificuldades surgem, sempre lembro de Tiago 1.2:

Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações.

É para isso que serve a palavra de Deus em nossa mente. Quando a necessidade surge, temos um depósito em nossa mente e em nosso coração. A palavra de Deus é viva e eficaz. Para o mundo em que vivemos é loucura o alegrar-se nas tribulações, mas são elas que tratam com nossas vontades e  fazem-nos render a Deus, moldando-nos ao caráter de Cristo.

Entusiasmado com a memorização de Tiago, decidi também memorizar Filipenses. Durante o processo de memorização desta carta comecei a aprender sobre a alegria em todas as circunstâncias. Quando Paulo escreveu esta carta ele estava em uma prisão, passando toda a sorte de privações e sofrimentos (imagine como eram as prisões naquele tempo). De diferentes formas a palavra “alegria” ocorre 16 vezes nesta epístola. Um delas está em Filipenses 4.4:

Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos

Além do tema alegria Filipenses nos ensina  a desenvolver a nossa salvação (2.12), sobre humildade e mansidão (2.5), sobre o nosso chamado (3.14), sobre não andar ansioso (4.6), sobre o que deve ocupar a nossa mente (4.8), e muitos outros assuntos importantes para o nosso crescimento na fé. Na necessidade, o Espírito Santo pode trazer à nossa mente a palavra memorizada. À medida que declaramos a palavra de Deus, nossas vidas são tranformadas e situações críticas são resolvidas.

Toda a vontade de Deus está em Sua palavra. Se orarmos segundo Sua ela seremos bem sucedidos na oração. Jesus agia assim, totalmente de acordo com a vontade do Pai. Assim ele derrotou Satanás no deserto, citando a palavra de Deus (Mt 4.1-11). Ela é a nossa espada; nossa eficaz arma de ataque. Se a usarmos adequadamente, tendo em vista somente a glória de Deus, assim como Jesus, seremos sempre vitoriosos na oração. O maligno não resistirá, e nossa alma descansará, livre de ansiedades e preocupações.

Não há como crescermos na fé sem disciplina em relação à leitura bíblica. Podemos ler vários livros excelentes, podemos acessar sites ou blogs com conteúdo, mas eles jamais poderão tomar o espaço da Bíblia. É a palavra de Deus que nos transforma, e que nos sonda. Ali está tudo o que precisamos saber para viver uma vida segundo o coração de Deus.

Gostaria de encorajar os leitores deste blog a memorizar algum livro da bíblia. Se você acha que é uma tarefa difícil, comece memorizando um livro menor, como 3 João por exemplo. Isso servirá de estímulo para outros livros. Você pode usar várias técnicas para memorizar; lendo, gravando, escrevendo, cantando. Tenho um amigo que é músico e memorizou Tiago e o Salmo 119 cantando. Fica aí uma dica para quem é músico.

Em minha experiência com relação à palavra de Deus posso assim dizer como o Salmista no Salmo 119.92:

Não fosse a tua lei ter sido o meu prazer, há muito já teria eu perecido na minha angústia

Que você seja bem sucedido em memorizar a palavra do Senhor.

Lorimar